:Teste rápido para mastite vence maratona de soluções para o agro, na ExpoLondrina

Teste rápido para mastite vence maratona de soluções para o agro, na ExpoLondrina - TV Na Rua CornelioDigital Teste rápido para mastite vence maratona de soluções para o agro, na ExpoLondrina - TVNaRua Cornelio Digital - Notícias, Eventos e Entretenimento
Teste rápido para mastite vence maratona de soluções para o agro, na ExpoLondrina

Vinte e quatro startups apresentaram seus projetos para solucionar demandas da cadeia produtiva do agronegócio durante a sexta edição do Hackathon Smart Agro, realizada entre os dias 14 e 16 de abril, no Pavilhão Sebrae Smart Agro, no Parque de Exposições Governador Ney Braga, durante a ExpoLondrina 2023. Neste ano, a maratona de soluções reuniu cerca de 170 participantes. O evento foi organizado pelo Sebrae/PR e Sociedade Rural do Paraná (SRP), com apoio da governança AgroValley. 

A vencedora foi a equipe Healthy Milk, formada por nove estudantes da UniFil, Unicesumar, UTFPR e UEM. A startup propôs o desenvolvimento de uma fita de teste rápido para identificação de mastite e de suas causas nas vacas leiteiras. A estudante Geovana da Costa Andrade, uma das integrantes da equipe, explica que a ideia é que os veterinários tenham precisão no diagnóstico para o correto tratamento.

O time, formado no Ideathon Smart Agro, é composto por estudantes das áreas de medicina veterinária, engenharia de software, ciência da computação, análise de desenvolvimento e tecnologia de alimentos. Além de Geovana, fazem parte da equipe Raquel Campos Silva, Pedro Henrique Pacheco Cubaski, Rafaela Kwinee Silva da Cunha, Bruno Henrique Brasilino, Luiz Felipe Carneiro Silva, Sergio Kenji Sawasaki Tanaka, Felipe Leite Toledo, Matheus Vinícius Pires da Silva Garvão e Mariana da Costa Andrade.

“Mudamos bastante o nosso projeto durante a maratona, mas não desistimos e ficamos muito felizes com o resultado”, comemora Geovana.

Na apresentação à banca avaliadora – composta por membros da Cooperativa Integrada, Totvs, Acil, Sebrae/PR e SRP – o grupo fez a demonstração prática da fita que, mergulhada no leite, mostra os reagentes mudando de cor e indicando o tipo de fungo ou bactéria presente. Agora, Geovana diz que a equipe quer buscar investimento para realizar as pesquisas na área de microbiologia e dar continuidade ao projeto.

O segundo lugar ficou com a Triasys, que propôs um sistema de automação de estufas, para monitorar irrigação, iluminação e controle de temperatura com a ajuda de sensores e acesso às informações via aplicativo. Já a terceira colocada foi a startup Budtech, que apresentou a proposta de um veículo autônomo para realizar o monitoramento preditivo de culturas, com o objetivo de evitar a infestação de pragas. Os três primeiros colocados receberam, respectivamente, R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar) e R$ 1 mil (3º lugar).

O consultor do Sebrae Paraná, Lucas Ferreira, destaca que todas as startups que desejarem avançar em seus modelos de negócios terão o apoio do Sebrae/PR, SRP e parceiros, por meio de consultorias, programa de pré-aceleração e subsídios para o desenvolvimento dos protótipos.

Segundo Ferreira, nesta edição, as startups apresentaram soluções para diversas culturas, como a produção de leite, grãos, hortifrúti e pecuária. Também usaram variadas tecnologias, como veículos autônomos, novas fontes de energia, telemetria, internet das coisas e inteligência artificial. 

“Tudo isso com foco em gerar melhorias para empresas rurais, produtores de alimentos e agroindústrias, garantindo que as demandas por inovação no agronegócio sejam conectadas a essas propostas de soluções”, explica.

Para o diretor de inovação da SRP, Renan Salvador, além do recorde de inscritos e projetos apresentados, essa edição da maratona foi caracterizada por equipes preparadas e soluções interessantes para a cadeia do agronegócio.

“O hackathon é a entrega da SRP para o agronegócio e a sociedade, por meio do fomento da inovação e tecnologia no campo. Essa edição da ExpoLondrina foi a maior em disseminação de conteúdo, com grandes eventos e uma agenda técnica muito qualificada nessa área. O Pavilhão Smart Agro e a Smart Farm ocuparam os espaços mais nobres do Parque e a maratona encerrou a feira com chave de ouro”, analisa.

A coordenadora da governança AgroValley, Daiana Bisognin Lopes, diz que o hackathon é uma das ferramentas que cumpre a missão do grupo de conectar empresas com soluções de inovação. Membros da governança auxiliaram os participantes por meio das mentorias durante os três dias de evento.

“Nosso papel, agora, é apoiar as equipes para que elas possam testar e validar os projetos apresentados”, completa.

Visualizações 127
Fonte: Expo Londrina
Por: Reda��o
Data: 25/04/2023 21h31min

Hospital do Câncer de Londrina


CONTATO
[email protected]
[email protected]
(43)99920-1893



TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2006 - 2023